Arquivo da tag: Unicap

Dell’igiene e salute

Há poucas coisas que definam tão bem o excesso de controle urbano da prefeitura de São Paulo e seu síndico Kassab como essa proibição à galinha a cabidela informada por Xico Sá:

http://xicosa.folha.blog.uol.com.br/arch2011-05-08_2011-05-14.html

Faltou mencionar os preços estratosféricos das agulhas fritas no Recife (hoje se pede uma, antes eram 20 ou 30 numa reles manhã de domingo na beira-mar de Olinda) e a repulsa paulistana ao sarapatel, verdadeira preciosidade sanguíneo-pernambucana) que ainda provoca tentação em mim, pobre vegetariano.

Anúncios

Eu, paraninfo

Uma das grandes emoções do começo de 2011 foi participar da colação de grau da turma 2010.2 de Direito (Noite) da Unicap como paraninfo.

Pois é…justamente eu, o professor mais informal daquele curso fui escolhido para um momento tão solene, e tendo conhecido a turma no 2º período, em 2006. Mas foi minha primeira turma da Unicap, e isso a gente não esquece.

Além da cerimônia, o baile de formatura foi maravilhoso, em todos os sentidos possíveis. 🙂

Para registrar o momento, gostaria de compartilhar o meu discurso. Perdão pela fase meio emotiva, mas eu ainda estou com corações fora do peito.

https://direitoesubjetividade.files.wordpress.com/2011/01/discurso-de-paraninfo.doc

Aluno deleuziano

Foi uma grata surpresa ler hoje o texto do meu aluno e ex-monitor Danilo Viana sobre o pensamento de Gilles Deleuze. É reconfortante saber que alguém gosta do que a gente fala em sala, e faz uma leitura honesta dos textos.

Segue o link: http://danilojosevianadasilva.blogspot.com/2010/12/gilles-deleuze-filosofia-para-os-nao.html

Semana Fernando Santa Cruz de Direitos

Mais uma boa iniciativa do DAFESC – Diretório Acadêmico Fernando Santa Cruz, da UNICAP. Fico muito feliz em saber que as coisas continuam bem encaminhadas por lá.

Xave 1 Rial

Sou fã desse chaveiro que fica na esquina da Igreja da Soledade, pertinho da Católica.

O cara (conheço, mas esqueci o nome) poderia ser bem mais famoso se tivesse algum juízo. Tentei 3 vezes comprar esses banners pós-modernos para guardar ou mesmo usar na decoração em casa. Da última vez, apelei até para o famoso “bote preço”, mas o máximo que consegui foi levar um grito e alguns palavrões. Segundo a esposa do dito cujo, de quem ele supostamente “leva gaia”, o nosso artista das letras é um idiota e não adianta discutir. Pelo menos ganhou essa foto no blog Não Salvo.

Ah, a “xave” agora é “2 rial” 🙂

IED 2, 2010.2 – Boas vindas

Hoje se inicia para mim mais um semestre de Introdução ao Estudo do Direito 2 na Unicap.

Como sempre digo, fico feliz em repensar algumas estratégias e buscar algo novo para a disciplina. E, claro, conhecer os novos alunos, que são na verdade os maiores colegas de trabalho que tenho – momento Sílvio Santos?

Para este semestre, mantive boa parte dos textos e casos, já na página “Unicap” logo aí em cima. Algumas diferenças:

– Dividi a lista de textos entre “básicos” e “avançados”. Os primeiros são os mais introdutórios ou importantes; já a segunda parte, longe de ser inacessível, é de obras complementares, para aprofundamento ou reflexão mais intensa. Não se deve temer nenhuma das duas listas.

– Quero discutir, em oposição, o já clássico texto de Luís Roberto Barroso com outro de Daniel Sarmento, sendo esse o objeto da avaliação do 1º GQ. Descobri depois um muito bom do Dimitri Dimoulis sobre neoconstitucionalismo, e talvez eu insira na lista em breve.

– Não vou trabalhar mais teoria do fato jurídico e da relação jurídica, apesar de estar no programa e eu achar importante. Falta tempo para isso, além de outras razões. No entanto, o “Tu-tu” sobreviveu!

– Como último bloco, lancei um problema: existe uma teoria dos precedentes? Como trabalhar com precedentes dentro da dogmática brasileira com algum respaldo teórico? Vamos ler algumas coisas novas a esse respeito.

Na primeira aula explicarei um pouco sobre metodologia, discussão dos textos e casos, proposta geral etc. Novamente, e apesar de algumas indefinições que serão explicadas no futuro, sinto-me muito feliz em voltar ao trabalho na Unicap, apesar do calor e daquela lata de sardinha infernal chamada elevador do bloco G 🙂

Yoko na China

Com um pouco de atraso, o blog entra na campanha “Eu quero ver Yoko na China”, com bingo beneficente hoje à noite na Unicap. Segue o cartaz e o release. Vamos colaborar!

Yoko já marcou a viagem


Jovem tetraplégica viaja para fazer tratamento

com células-tronco na China dia 28 de junho

A jovem Yoko Farias Sugimoto, de 26 anos, já está com as passagens compradas para a China. Ela embarca dia 28 de junho rumo ao país asiático, onde fará um tratamento com células-tronco adultas, extraídas de cordões umbilicais. A viagem vai partir do Recife com destino a Paris, com uma escala em Lisboa. Da capital francesa, Yoko pega outro avião para Dubai. No país árabe, novo voo para Pequim. Lá, uma equipe da Beike Biotech irá esperar a paciente e levá-la para a cidade de Shijiazhuang, onde será feito o tratamento. Ao todo, serão mais de 30 horas de viagem.

Apesar de ter marcado a viagem, o dinheiro para o tratamento completo ainda não está garantido. Yoko já depositou R$ 52 mil na conta da Beike, referente ao tratamento básico, que corresponde a seis aplicações de células-tronco. As passagens para a jovem e seus dois acompanhantes foram doadas pelo pai de Yoko, que mora no Japão. Faltam ainda cerca de R$ 20 mil para duas aplicações extras (tratamento complementar) e alimentação do grupo na China.

Para chegar a este valor, a campanha “Eu quero ver a Yoko na China” está intensificando as ações neste mês de junho. No dia 10 (quinta-feira), será realizado um bingo na Universidade Católica de Pernambuco, no hall do bloco G, a partir das 17h. As cartelas estão sendo vendidas antecipadamente na Assessoria de Comunicação (Assecom) da universidade e na Escola de Música Minami.

A campanha também está vendendo rifas. O prêmio é uma máquina fotográfica e o valor de cada número é R$ 5. Quem quiser comprar, pode entrar em contato através do Twitter @yokonachina ou do e-mail yoko@yokonachina.com.br.  Outra forma de ajudar é comprando camisetas da campanha, que estão à venda no site www.yokonachina.com.br. Cada uma custa R$ 20. No site, também podem ser feitas doações e o processo é totalmente seguro. As doações podem ser feitas, ainda, na conta de Yoko: Banco do Brasil – Agência: 3056-2 Conta Poupança: 8640-1.

HISTÓRIA – Yoko Farias Sugimoto ficou tetraplégica após um acidente numa cama elástica, em julho de 2004. A jovem trabalhava como monitora de um parquinho infantil quando uma colega de trabalho pulou em suas costas e acabou fraturando a coluna. Desde o acidente, Yoko passa por uma série de dificuldades, que vão além da física. Ela não recebeu nenhuma assistência financeira, jurídica ou psicológica do shopping, da empresa que a contratou e da família da colega que provocou o acidente.

Em novembro do ano passado, os amigos iniciaram a campanha “Eu quero ver a Yoko na China”, que tem como objetivo arrecadar recursos para que ela possa fazer um tratamento com células-tronco adultas na China. E estamos cada dia mais perto.

Onde comprar cartelas do bingo:

Universidade Católica de Pernambuco

Assessoria de Comunicação

Rua do Príncipe, 526 – Boa Vista

Assessoria de Comunicação

Telefone: 2119.4409

Escola Minani de Música

Rua Carlos Porto Carreiro, 159 – Boa Vista

Telefone: 3421-1070