Arquivo da tag: centro do recife

Maldição…

Não sei como cheguei nesse site bizarro de notícias chamado “Sociais”, mas o conteúdo é assustador. Se isso for verdade, João da Costa perdeu meu voto até o fim dos tempos. E “bem-nascidos” deu náusea.

Boas-novas (Daliana Martins) – A coluna soube que no dia 31 de janeiro, o centro da cidade vai parar com o evento ‘Abraça Recife’. Seria uma espécie de Carnaval a la Salvador com trios percorrendo as ruas e camarotes vi-ay-pis cercando o trajeto. Entre as atrações, Daniela Mercury, Carlinhos Brown, Revelação, Molejo, Forró do Muído, Almir Rouche, André Rio e ainda escolas de samba do Rio e São Paulo. Algo bem grandioso mesmo!
*
Os trios não teriam cordão de isolamento, mas em compensação, os camarotes dariam estrutura para os bem-nascidos. A ideia é que algumas atrações façam
pit stop em camarotes para shows privados, como acontece na Bahia. Já-já vocês começam a escutar sobre o evento.

Fonte: http://pe360graus.globo.com/daliana/diversao/carnaval/2009/12/25/BLG,2586,2,384,DALIANA,1349-BOAS-NOVAS.aspx

Anúncios

São Luiz de volta!

A reforma custou R$ 1,2 milhão e seguiu todas as características originais do imóvel

Melhor notícia cinéfilo-recifense desse fim de ano:

http://jc.uol.com.br/canal/lazer-e-turismo/noticia/2009/12/27/cinema-sao-luiz–de-portas-abertas-para-o-recife-209526.php

Não vou para essa sessão de reabertura, mas estou com saudade de ter um cinema digno e com cara de cinema de verdade. Espero que proibam comida, pipoca e refrigerante, e que não tirem o ar nostálgico das pequenas coisas (bilheteria com grade dourada, vendedor de bala, aqueles “em breve” dos lados…saudade).

Cascatinha

Essa reportagem do JC relembrou os bons tempos de começo de FDR, entre 1999 e 2000, quando eu comia (e bebia) muito ali pelo Centro. Na época, eu nem ligava muito pra saúde ou qualidade do meu almoço, que em geral era algum lanche safado, barato e de péssima qualidade. Acho que o fundo do poço, literalmente, era o Subsolo – estacionamento na frente das Americanas da Sete de Setembro, 3 reais por uma macarronada com salsicha comida em prato de plástico.

Mas Cascatinha será sempre Cascatinha. Além desse cachorro-quente com a salsicha boiando num aquário, eu curtia o hamburguer pré-frito. Ficavam uns 20 hamburgueres prontos e empilhados numa caixinha de alumínio; na hora de servir, bastava dar uma passada rápida na chapa. Ah, o ketchup e maionese com água também eram indispensáveis.

Old n’ good times. Pouco dinheiro, mais diversão.

http://jc.uol.com.br/canal/gastronomia/noticia/2009/12/13/cascatinha-e-a-arte-de-fazer-o-melhor-cachorroquente-208337.php

Cinemas do Centro

Boa parte dos leitores não lembra, mas num século muito, muito distante as pessoas iam ao Centro para ver filmes. Veneza (meu favorito), São Luiz, Trianon, Art Palácio, Moderno, Ritz e Astor (esses dois, antes de serem cinemas pornô nos anos 90). Não havia em Recife multiplex, TV a cabo, DVD, mas, apesar das constantes superlotações, não me lembro de tanta sujeira, mofo e restos de McDonalds no chão. Ah, também não havia essa lanchonete…saudades do centrão e da Karblen.

Pra lembrar, uma foto do Flickr de Kleber Mendonça Filho, que, além de ser o melhor crítico de cinema do Brasil e cineasta top, ainda manja muito de imagens paradas. A galeria tem coisas geniais.

http://www.flickr.com/photos/cinemascopio/3921037209/