Búzios

Quem foi meu aluno ouviu umas 100 vezes, no mínimo, a expressão “búzios” na aula. Isso porque eu uso esse jogo de adivinhação e previsão, oriundo do candomblé, como exemplo de decisão mística, cujo fundamento não existe ou não pode ser conhecido racionalmente. Seria o oposto, em síntese, de uma decisão jurídica que tem necessariamente – ou não… –  fundamentos racionais e expostos numa justificação controlável. O dilema búzios x razão sempre me pareceu bem didático e verdadeiro.

Mas hoje sou surpreendido com um email de Weslley, de uma das turmas da noite, explicando um sistema explicativo do Ifá, o nome correto do jogo de búzios. Se isso for verdadeiro, não seria um jogo tão místico assim, embora haja grande papel para a intuição como diz o texto. Quem vai gostar disso é nosso monitor Heitor Hedler, o rei dos sistemas.

Lendo o texto, que segue logo abaixo, fiquei com uma dúvida: esse esquema explicativo é da tradição ou foi criado por Bastide e Verger? Acho que é uma obra mezzo francesa…

O ifá – jogo de búzios

A estrutura litúrgica do culto aos orixás no Candomblé pode ser resumida como o processo de, ritualisticamente, acumular, e em seguida transmitir, Axé para os filhos-de-santo nestes três níveis: o ciclo anual de ‘firmeza’ da casa, o ciclo mensal de realimentação energética dos fetiches e dos abôs, e o ciclo diário das obrigações individuais decorrentes da iniciação.

No centro de todas essas relações que compõem a ‘economia energética’ do candomblé está Ifá, o Orixá da adivinhação. O jogo oracular mais comum é constituído por 16 búzios (pequenas conchas). O Pai ou Mãe-de-santo agita os búzios nas mãos e lança-os dentro de um círculo, formado por colares de diversos Orixás. O búzio pode cair ‘aberto’ ou ‘fechado’, ou seja, com a sua face onde há uma fenda ou com o lado liso. Cada uma dessas ‘caídas’ é uma manifestação de um orixá e tem um significado próprio, já que, conforme a ordenação resultante, se pode determinar qual dos Orixás está a responder.

Todos os aspectos da vida são susceptíveis de codificação por cada um dos orixás que se manifestam no jogo. Os deuses tornam-se assim o princípio de classificação dos acontecimentos: cada um governa um acontecimento-tipo. Além da ordenação dos búzios (abertos e fechados), que determina a entidade que preside a cada resposta, a configuração – ou o modo particular como os búzios se distribuíram geometricamente no espaço – também é fundamental para a leitura, pois corresponde à ‘organização energética’ do inconsciente do indivíduo frente a uma força matriz. Ao conjunto dos dois factores, ordenação e configuração, chama-se Odú ou sina.

O Sistema de Ifá, embora bastante contestado por pesquisadores posteriores, configura-se na relação recolhida e apresentada por Roger Bastide e Pierre Verger, que hoje é utilizada e até citada por vários adivinhos.

ENTIDADE BÚZIOS
Exú 01 abertos e 15 fechados
Ibeji 02 abertos e 14 fechados
Ogum 03 abertos e 13 fechados
Xangô 04 abertos e 12 fechados
Iemanjá 05 abertos e 11 fechados
Iansã 06 abertos e 10 fechados
Oxóssi 07 abertos e 09 fechados
Oxalá 08 abertos e 08 fechados
Obá 15 abertos e 01 fechados
Oxumaré 14 abertos e 02 fechados
Omulú 13 abertos e 03 fechados
Ossaim 12 abertos e 04 fechados
Logun Edé 11 abertos e 05 fechados
Oxum 10 abertos e 06 fechados
Nanã 09 abertos e 07 fechados
Lance nulo 16 abertos ou fechados

Assim, a ordenação aberto-fechado determina qual o Orixá está a falar, e a configuração espacial dos búzios indica o que ele está a dizer. Através de sucessivas jogadas, chega-se então a uma espécie de inventário do que está a acontecer à pessoa, não apenas em relação aos seus Orixás tutelares, “os donos da sua cabeça”, mas também como outras entidades estão a influir positiva ou negativamente na sua vida, quais são as suas tendências recorrentes e as possibilidades diante do destino. Geralmente são propostos trabalhos e obrigações para o reequilíbrio energético.

As respostas são decifradas através de lendas e das histórias dos deuses – que são transmitidas de geração em geração através da tradição oral. Por isso, ‘jogar búzios’ requer não só bastante intuição para interpretar as diferentes configurações formadas pelas forças-matrizes, mas também um conhecimento oral do conjunto da tradição mítica dos Orixás e do seu universo simbólico.

Os sacerdotes de Ifá são, originariamente, chamados Babalawós. Eles eram os historiadores orais da cultura Africana. A sua iniciação era muito mais complexa que as outras, pois não envolvia a identificação com um único arquétipo, e o desenvolvimento das suas características na personalidade do iniciando, mas sim o aprendizado de séculos de conhecimento armazenado pelo culto.

Hoje, os zeladores de santo em geral manejam o oráculo.

Anúncios

3 Respostas para “Búzios

  1. faltou uma pequena parte referente a confirmaçao ou a negação da pergunta que é feita antes da queda especialmente dita, essa pergunta é feita com quatro buzios e a confirmação positiva é denominada “láfia” a negativa me foge a memoria nesse presente momento.

  2. Heitor Hedler

    Sabe uma coisa curiosa, man? Para Quine, a distinção epistemológica entre, vamos dizer, uma jogadora de búzios e um físico teórico, não é de gênero, é de grau. Em tese, os búzios explicam a realidade com a mesma “coerção” epistêmica que a física teórica.

    O único motivo pelo qual optamos pela física em detrimento do “Ifá” é porque a física permite um grau de manipulação teórica maior.

    Mas é claro que vou custar a aceitar essa tese =P.

  3. Nossa, bem interessante, lembro de já ter lido um texto parecido sobre o Tarot.

    Será que todos esses métodos de advinhação têm algum tipo de sistema?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s