Cascatinha

Essa reportagem do JC relembrou os bons tempos de começo de FDR, entre 1999 e 2000, quando eu comia (e bebia) muito ali pelo Centro. Na época, eu nem ligava muito pra saúde ou qualidade do meu almoço, que em geral era algum lanche safado, barato e de péssima qualidade. Acho que o fundo do poço, literalmente, era o Subsolo – estacionamento na frente das Americanas da Sete de Setembro, 3 reais por uma macarronada com salsicha comida em prato de plástico.

Mas Cascatinha será sempre Cascatinha. Além desse cachorro-quente com a salsicha boiando num aquário, eu curtia o hamburguer pré-frito. Ficavam uns 20 hamburgueres prontos e empilhados numa caixinha de alumínio; na hora de servir, bastava dar uma passada rápida na chapa. Ah, o ketchup e maionese com água também eram indispensáveis.

Old n’ good times. Pouco dinheiro, mais diversão.

http://jc.uol.com.br/canal/gastronomia/noticia/2009/12/13/cascatinha-e-a-arte-de-fazer-o-melhor-cachorroquente-208337.php

Anúncios

Uma resposta para “Cascatinha

  1. É, João, vc pode passar por lá e matar as saudades. É só pedir o cachorro e tirar a salsicha, afinal, soja vc come!! rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s