Dantaslândia

No dia que aplicarem o mesmo critério utilizado para Protógenes a largos setores do serviço público brasileiro, assim como ao nosso Parlamento, precisarei concordar com o saudoso Bezerra: não fica um, meu irmão. É o primeiro caso de demissão que eu vejo por esse critério, que aparentemente não se aplica com força vinculante (a moda) a Nelson Jobim, Gilmar Mendes etc.

De todo modo, parabéns a Daniel Dantas, o orelhudo (ou OVS, como preferirem) é tamporoso mesmo…

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u648965.shtml

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s